Você está aqui: Página Inicial / Engenharia / Izabela realiza o I Seminário BIM na 9ª Semana das Engenharias

Izabela realiza o I Seminário BIM na 9ª Semana das Engenharias

Izabela realiza o I Seminário BIM na 9ª Semana das Engenharias

O Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix promoveu, no dia 5 de outubro, durante a 9ª Semana das Engenharias, o I Seminário Building Information Model (BIM) com o tema “Academia disseminando o BIM”. O evento contou com a participação dos palestrantes Maria Luisa Antunes, Rodrigo Bagno, Fernando Malard e Denise Aurora.

O coordenador dos cursos de Engenharia da Computação e Produção, Lúcio Campos, explicou sobre a importância de expandir os conhecimentos sobre BIM entre os estudantes. “É interessante trazer para os alunos palestras que se possam debater, analisar como funciona o BIM e suas metodologias. O Izabela vem proporcionando essas discussões e isso auxilia no desenvolvimento e na implementação do BIM em Minas Gerais, pois o planejamento em BIM é importante para o engenheiro. Além disso, o estudante que conhece o tema passa a ter um diferencial no mercado”, afirmou.

O debate

A engenheira civil, Maria Luisa Antunes, explicou sobre a técnica de laser scanner aplicada na captura da realidade e que o tema é recente na engenharia civil. “A técnica é nova na engenharia civil, apesar do laser ser bem desenvolvido em outros setores, como na medicina, na engenharia civil é pouco aplicado. A plataforma BIM vem para nos proporcionar uma tecnologia que, associada a essa técnica do laser, promove a captura da realidade. Dessa forma, o que antigamente fazíamos a mão, usando trena e os outros recursos disponíveis no mercado, hoje fazemos por meio de uma built de modificação, que utiliza essa tecnologia com precisão infinitamente maior e com agilidade no trabalho. O scanner vem para nos proporcionar essa leitura, que gera nuvens de ponto que podem ser processadas com software BIM, para então serem aplicadas na arquitetura, engenharia e outros segmentos”, afirmou.

 De acordo com o engenheiro civil, Rodrigo Bagno, a aplicação do BIM e o gerenciamento de custos otimizam o trabalho do engenheiro e, por isso o tema é relevante para os estudantes. “A ideia é falar um pouco da aplicação do BIM e mostrar a aplicação disso em gerenciamento de custos, como fazer orçamentos de obras e como a técnica contribui para o engenheiro. É importante mostrar o que o BIM traz de benefício e fazer uma comparação do processo de orçamento tradicional com um em que se utiliza o BIM para apresentar a diferença. O BIM é uma tendência do mercado e, por isso, é muito importante os cursos de engenharia tenham uma reformulação na grade curricular com inserção de matérias ligadas ao tema”, ressaltou.

 O engenheiro civil, Fernando Malard, falou sobre como conhecer os detalhes técnicos do BIM são importantes para a atuação profissional. “A palestra será sobre os plugins que são aplicados na área de BIM, os conceitos, os tipos, como desenvolver detalhes técnicos, além de mostrar uma visão geral para os estudantes do assunto. É importante ressaltar que ter esse conhecimento prévio capacita para as oportunidades que o mercado oferece, trazendo a parte científica que é aprendida na academia para aplicações práticas da vida profissional”, afirmou.

 Para arquiteta e urbanista, Denise Aurora, é importante o estudante enxergar as possibilidades de atuação e entender o operacional desenvolvido em uma empresa. “É essencial que os alunos percebam as possibilidades de atuação. Naturalmente, na carreira começamos pela parte mais prática, que é mais operacional, desenvolvendo diversos processos dentro de uma empresa ou de um projeto. Dentro do mercado, o aluno precisa observar as características que cada função demanda, para que se prepare e comece a analisar as opções futuras e como se capacitar para elas”, pontuou.

 A palestra contou ainda com a presença de um convidado especial, o professor da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e MBA em BIM, Eduardo Arantes. Eduardo foi professor dos palestrantes e também do docente do Izabela Hendrix, Lúcio Campos, durante os estudos sobre BIM. Na ocasião, o professor falou sobre a importância de levar conhecimento sobre inovações para os estudantes. “Estamos na função de disseminar conhecimento e mostrar o que existe para que as escolas se reestruturem e se organizem para encarar os desafios. Nesse sentido, o aluno que já tem conhecimento em BIM é visto pelas empresas com um diferencial. Precisamos ainda fomentar a curiosidade pela inovação e a vontade de aprender e conhecer novas técnicas, por isso a palestra proporciona experiências muito importantes”, afirmou.  

Além das palestras, a “Academia disseminando o BIM” contou com momento de debate, onde os palestrantes tiraram as dúvidas dos estudantes. 

Veja mais sobre o evento (passe o mouse sobre a foto). 

I Seminário BIM na 9ª Semana das Engenharias