Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / Docentes de Música do Izabela participam de evento no Chile

Docentes de Música do Izabela participam de evento no Chile

por Raissa Melo Ferreira publicado 02/03/2018 10h24, última modificação 02/03/2018 10h24
Gelson Luiz da Silva e Mateus Espinha Oliveira representaram o Brasil dentre 40 musicistas de diversos países
Docentes de Música do Izabela participam de evento no Chile

Ao longo de dez dias, 40 musicistas selecionados de oito países diferentes compartilharam seus conhecimentos sobre música, cultura e tradições. O ChilÉtino 2018 foi realizado entre os dias 10 e 19 de fevereiro em Rancagua, no Chile, e contou com a participação de dois professores do curso de Música do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix.

Gelson Luiz da Silva e Mateus Espinha Oliveira trabalharam com colombianos, chilenos, integrantes do povo Mapuche (população do sul do Chile), dinamarqueses, alemães, franceses e indianos. O encontro foi promovido pela “Asociación Cultural Ensamble Transatlántico” em colaboração com o “Consejo Nacional de La Cultura y las Artes”, do governo chileno.

Reunidos em uma fazenda, os músicos ensaiaram durante três dias o repertório de 16 canções, sendo duas de cada país. As músicas brasileiras escolhidas foram “Recordações”, de Pixinguinha, e “Asa Branca”, de Teixeira/Gonzaga. “O objetivo é realizar um intercâmbio musical com tradições de países diversos. Foi uma experiência fantástica, com músicos supertalentosos e repertório sofisticado e belo”, relata Gelson Luiz da Silva.

A seleção internacional foi apresentada em cinco concertos para uma audiência de cerca de duas mil pessoas. Antes disso, todos os musicistas participaram de oficinas para aprender a canção e seu contexto histórico-social. Os professores do Izabela falaram a respeito da cultura brasileira e ensinaram as duas canções executadas.

“O ChilÉtino é de suma relevância na formação de qualquer músico, devido à interação e aproximação com gêneros de diferentes regiões do mundo, realizadas por nativos das culturas, como no caso do “Raga” Indiano, da “Canção Celta” e da tradição do “’Povo Mapuche”, que ainda resiste à dominação ocidental no Chile”, define o docente.

Esses conhecimentos adquiridos são, agora, compartilhados com os alunos do Izabela Hendrix, como explica o professor: “o evento enriquece em muito a construção de conhecimentos em áreas diversas, como Música e Cultura, História da Música, Estética, Percepção Musical e Práticas Pedagógicas”.

Assista à apresentação na transmissão oficial do Departamento de Cultura Rengo. Para saber mais sobre o encontro ChilÉtino, leia o texto de Valeria Moraga, uma das musicistas participantes.