Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Conheça 70 termos em inglês usados no mundo dos negócios

Conheça 70 termos em inglês usados no mundo dos negócios

por Fernanda Kian publicado 06/05/2021 14h00, última modificação 06/05/2021 14h00
Conheça 70 termos em inglês usados no mundo dos negócios

No mundo dos negócios é comum encontrar termos em inglês que as pessoas não sabem ou confundem seus significados. Mas não se preocupe com isso, pois muitos desses termos são específicos para algumas áreas de negócios.

Por isso, a Berlitz e a Educação Metodista separaram 70 termos em inglês que são comuns no mundo dos negócios. Assim você estará preparado(a) para conhecê-los e, além de ampliar o vocabulário, você ainda pode alavancar sua carreira se está buscando por destaque no mundo profissional.

Confira os termos em Inglês no mundo corporativo:

Accountability: Significa prestação de contas. É mais comum ver esse termo em multinacionais.

AFK: Sigla de “away from keyboard”, que significa que você está “longe do teclado” ou de maneira mais simples: está longe do computador e pode demorar a voltar ou a responder.

Approach: Abordagem; buscar uma forma de lidar bem com alguma situação.

Assessment: Avaliação das competências de funcionários da empresa, o que busca melhorias da gestão das equipes.

B2B (ou BTB): Business to Business. Ou seja, negócios entre duas empresas/organizações.

B2C (ou BTC): Business to Consumer. Negócios entre uma empresa que produz ou entre um produto a um consumidor final ou pessoa física.

Backoffice: Equipe de suporte de uma empresa. Normalmente essa equipe não tem muito ou quase nenhum contato direto com clientes.

Benchmarking: Um processo de pesquisa para aperfeiçoar os processos de um setor na empresa comparando com concorrentes diretos.

Brainstorm: Quando um grupo se reúne para dividir e debater ideias criativas.

Bootstrapping: Método de investimento que um empreendedor utiliza o próprio dinheiro para financiar seu projeto.

BPM: Sigla de “Business Process Management”, ou seja, é o Gerenciamento de processos de negócios que une técnicas de gestão e de T.I para melhorar processos.

Budget: Orçamento da empresa.

Burn rate: Essa expressão serve para descrever quanto tempo demora para a empresa gastar seus recursos financeiros, mais aqueles que foram disponibilizados por investidores.

Business Intelligence: Processo de coleta de dados e do uso deles de forma organizada para gestão e tomada de decisões da empresa.

Business Plan: Plano de Negócios da empresa.

C2C: Consumer to Consumer, ou seja, negócios feitos entre pessoas físicas. Um exemplo pode ser o Mercado Livre ou mesmo o Shopee.

Call: Reunião por telefone, podendo ser entre duas pessoas ou mais.

Case: Estudo de caso.

Chairman: Presidente do Conselho de uma empresa.

Coaching: Processo que treina pessoas com metas definidas de acordo com os objetivos destas pessoas ou grupos.

Compliance: Agir de acordo com as normas da empresa.

Consumer Relationship Management: Gerenciamento de relacionamento com os clientes/consumidores. É um gerenciador com um conjunto de ferramentas.

Core Business: O negócio principal da empresa.

Counseling: Aconselhamento para que o profissional tome boas decisões em sua carreira.

Crowdfunding: Obtenção de recursos financeiros feitos de forma coletiva através de plataformas online.

Crowdsourcing: Se um grupo de pessoas quer criar uma empresa, produto ou ideia, eles realizam um Crowdsourcing.

CTA: “Call to action”, ou seja, “Chamar para a ação” um consumidor para realizar uma ação em uma página de site, seja para clicar e comprar algo, realizar uma inscrição ou qualquer caminho que o site deseje. Um exemplo é “Saiba Mais” ou “Compre agora” em botões de site.

Data warehouse: Sistema utilizado para depósito e análise de grande número de dados.

Deadline: Prazo final para a entrega de alguma atividade ou projeto de trabalho.

Downsizing: Redução no número de funcionários da empresa.

Ebitda: Esta palavra significa várias coisas juntas: “earnings before interest, taxes, depreciation and amortization”, ou seja: Ganhos antes dos pagamentos de juros, impostos, depreciação e amortização. Todos esses números representam ganhos em certo período na empresa, possibilitando análises de desempenho, o que pode ser bom para estipular melhores cálculos futuros.

Enabling conditions: Normas e práticas que incentivam ou inibem a captação e armazenamento de conhecimento pelas empresas.

E-procurement: Automação através da internet de processos para compras e gestão de bens patrimoniais para que a empresa funcione corretamente.

Facilitating factors: Fatores facilitadores para a empresa.

Follow-up: Acompanhamento de um processo/trabalho para medir seus resultados, tendo a certeza de que a tarefa será cumprida corretamente.

Forecast: Previsão. Termo mais utilizado na área de vendas.

FYI: "For your information", utilizado quando alguém encaminha um e-mail para você.

Gap: Termo para se referir a algo que ainda precisa de desenvolvimento.

Growth path: Significa basicamente “Trajetória de crescimento”.

Housekeeping: Técnica utilizada para o gerenciamento de processos de qualidade e produtividade dentro de uma organização.

Inclusive Business: Negócio ou iniciativa rentável, seja ambiental e social, a ideia é ser um negócio inclusivo que quer oferecer produtos que melhorem a qualidade de vida dos consumidores finais.

Insight: Ideia repentina muito boa.

Insourcing: Delegação de tarefas para alguém especializado dentro da própria organização.

ISO: International Organization for Standardization, ou seja: Organização Internacional para Padronização. É um certificado que garante a qualidade, segurança e eficiência de produtos, serviços e sistemas.

Joint venture: União de empresas que querem explorar juntas um mesmo negócio sem que elas não percam seus nomes/identidades.

JIT: “Just in Time”! É uma técnica de gestão de estoque.

Just-in-time knowledge: A expressão diz respeito a ferramentas que podem reduzir empecilhos de acesso a conhecimento. Por exemplo: plataformas E-learning.

KPI: Key Performance Indicator, ou Indicadores de desempenho. Termo em inglês muito utilizado na área de Marketing, principalmente.

Lead: Pessoa que se interessou pelo serviço ou produto da empresa.

Learning Organization: Uma empresa que está sempre disposta a aprender e ter transparência entre liderança e colaboradores.

Market share: Fração de Mercado que é controlada pela empresa.

MVP: Minimum Viable Product, ou produto viável mínimo. É uma versão simples ou resumida de um produto que será lançado com menor esforço.

Ombudsman: "O homem que representa os interesses" ou "A pessoa que representa os interesses". É um profissional da empresa que faz a comunicação entre o público e a empresa.

Omnichannel: Estratégia de conteúdo que conecta canais da empresa para que a experiência do usuário seja ainda mais eficiente.

OOO: Out of Office. Ou seja, a pessoa não está no escritório naquele dia.

Outsourcing: Terceirização de algumas atividades realizadas na empresa.

PDCA: Sigla de “Plan, Do, Check, Action”, que significa “planejar, fazer/executar, checar, agir”.

Profit: Lucro

QFD: Quality Function Deployment (Desdobramento da Função Qualidade), uma metodologia que é utilizada para desenvolver um produto que realmente atenda às necessidades dos consumidores.

Quarter: A palavra se parece com “Quatro”, mas significa Trimestre. É utilizado para definir tarefas que serão feitas durante cada trimestre do ano.

Report: Relatório

ROI: Retorno sobre investimento.

SEO: Search Engine Optimization. Técnica de otimização para mecanismos de busca, onde é visado melhorar a posição de páginas do site de empresas de maneira orgânica em sites de pesquisa, como o Google, tentando posicionar estas páginas sempre na primeira página dos buscadores.

SLA: Service Level Agreement, ou Acordo de Nível de Serviço. É um contrato ou acordo entre empresa e cliente (normalmente B2B) que vai mensurar o nível da entrega dos serviços.

Spread: Taxa de risco.

Stakeholders: Grupo de pessoas, organizações ou grupos interessados na performance e na participação de uma empresa.

Team building: Espírito de equipe, que é na verdade, um método que visa a melhoria no trabalho em grupo.

TQC: Total Quality Control, ou Controle de Qualidade Total. É um sistema normalmente presente em empresas de manufatura, assegurando assim uma produção sem erros.

Workflow: Fluxo de trabalho, visando automação de processos.

YTD: Sigla de “year-to-date”. É o acumulado do ano atual até a data do momento.

YOY: Sigla de “year-over-year”. É o acumulado de anos diferentes, de um mesmo período.

Muitas informações, não é? Esperamos que esses termos possam ajudar você no mundo dos negócios!

 

*Esse conteúdo foi produzido pelo Berlitz, empresa parceira da Educação Metodista. Quer aprimorar seus conhecimentos e aprender outro idioma? Conheça nossa parceria com o Berlitz. Preços promocionais para alunos, docentes e funcionários da Educação Metodista.

registrado em: ,