Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Conheça os projetos de construção de máquinas e impressoras 3D do Izabela Hendrix

Conheça os projetos de construção de máquinas e impressoras 3D do Izabela Hendrix

Projetos de pesquisa e extensão utilizam programas de código aberto e vão equipar o futuro laboratório de Prototipagem e Fabricação Digital
Conheça os projetos de construção de máquinas e impressoras 3D do Izabela Hendrix
Nesta semana, o Izabela Hendrix promoveu o III Congresso Interdisciplinar de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão, que contou, em sua programação, com a Mostra dos Projetos, que reuniu três impressoras 3D em funcionamento, no saguão do terceiro andar do prédio 02 (ao final da rampa).
 
O professor Paulo Waisberg, orientador de dois projetos em exposição, afirma que o objetivo de um deles, o Primeira Passos na Montagem do Laboratório de Fabricação Digital - Construção de impressoras 3D e outras Ferramentas, é iniciar um laboratório a partir da construção de máquinas como a impressora 3D e máquinas de corte a laser, por exemplo. “Tais máquinas criam condições para o desenvolvimento rápido de produtos, produção de pequenas tiragens e divulgação dos projetos por meio de arquivos digitais.” Waisberg completa dizendo que o projeto, além de estimular novos inventores, possibilita a colaboração entre eles. O que acaba acelerando o desenvolvimento criativo de novos produtos. “Esta conjuntura produz um período muito interessante para a inventividade, aprendizagem multidisciplinar e empreendedorismo, de forma geral.”
 
Além do professor Paulo Waisberg, a professora Clarissa de Oliveira Neves também orienta o projeto “Primeira Passos na Montagem do Laboratório de Fabricação Digital - Construção de impressoras 3D e outras Ferramentas” que, juntamente aos alunos Eduardo Salles, Leonardo A. Mol , Lorrana M. Fidêncio , Thiago P. Porto, Vinicius Donato, alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, visa constituir novos conhecimentos e acrescentar visões e experiências para suas áreas de atuação.
 
Os Laboratórios de Fabricação Digital, com suas máquinas de prototipagem rápida, permite o desenvolvimento de produtos a partir da criação sequencial de modelos e protótipos para a resolução de problemas que, muitas vezes, são de difícil antecipação durante a criação de um objeto ou componente arquitetônico. Estes laboratórios e a realização dos trabalhos têm o potencial de instigar a criatividade e a troca de conhecimento, o que potencializa a aprendizagem.
 
A impressora 3D é uma das ferramentas que compõe o arsenal criativo no laboratório, e, assim como estes projetos propõem, é resultado da colaboração de diversos inventores sobre plataformas de hardware aberto (equipamentos com seu projeto livre para contribuição e aprimoramento de uma comunidade de voluntários).
 
Um dos organizadores do evento, o professor José Aparecido de Oliveira explica que o projeto de pesquisa se baseia nos estudos dos diversos tipos de Impressora 3D, para que haja uma escolha e construção de modelos de baixo custo para integrarem o arsenal do laboratório. Conta também que a intenção do congresso é “construir conhecimento sobre Laboratórios de Fabricação mínimos, mas operacionais que possam amplificar o processo de aprendizagem e colaboração criativa, instrumentalizados por equipamentos de fabricação digital que serão construídos pelos próprios alunos. Pretendemos iniciar nosso projeto com impressoras 3D e construir o conhecimento para outras máquinas controladas por arquivos digitais – utilizando programas de código aberto. O objetivo principal é construir conhecimento prático sobre os equipamentos e estimular a cultura criativa em laboratório e o estudo de seus efeitos em ambiente acadêmico.”
 
Empolgado com sua participação no projeto, o aluno do curso de Arquitetura e Urbanismo, Lucas Oliveira Huhn, é integrante do projeto de pesquisa Construção de Estruturas Emergenciais Temporárias de Papelão Ondulado, e explica que o plano é “investigar todo o potencial que o papelão possui em situações extremas e que necessitem de respostas rápidas e minimamente habitáveis, tendo em vista que o curso de Arquitetura & Urbanismo do Izabela já trabalha com esse material nos primeiros semestres e vemos nisso uma oportunidade de enriquecer ainda mais o repertório dos alunos, estimulando a criatividade”. Além disso, o aluno vê uma grande oportunidade de conhecimento e repertório. “Acredito que será um passo pessoal importante por colaborar no pioneirismo e profissional pelo vasto aprendizado inerente ao processo.”
 
O projeto “Construção de Estruturas Emergenciais Temporárias de Papelão Ondulado” contou com a participação dos alunos Cibele Maia Oliveira, Núbia Oliveira Pinto, Lucas Oliveira Huhn e Emerson Costa Souza. Como orientadores, os professores Paulo Waisberg e Fábio Queiroz.
 
O III Congresso Interdisciplinar de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão Universitária contou com várias palestras e painéis que discutiram acerca das inovações e dos paradigmas de tecnologia, informação e sustentabilidade e como esses aspectos podem responder às necessidades sociais e econômicas da vida urbana.
                                                                                                                                                                        
Confira fotos e vídeo do evento:

II Congresso Interdisciplinar de Pesquisa, Iniciação Científica e Extensão Universitária

>