Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Encontro das Licenciaturas reflete sobre as TICs na educação

Encontro das Licenciaturas reflete sobre as TICs na educação

Encontro das Licenciaturas reflete sobre as TICs na educação

No dia 8 de maio, os cursos de Ciências Biológicas, Educação Física, Música, Pedagogia e Psicologia do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix realizaram o primeiro dia de palestras da a 2ª edição do Encontro das Licenciaturas. O evento teve como tema central “Os desafios da educação inclusiva: uma abordagem multidisciplinar” e a primeira palestra refletiu sobre “As TICs como ferramenta na inclusão educacional”. A mesa redonda contou com a participação da professora e pesquisadora, Vanina Dias; do professor Cláudio Scianni; e mediação do professor do Izabela Hendrix, Guilherme Castro.

O mediador da mesa redonda, professor Guilherme Castro, falou sobre a importância de debater o tema com os estudantes de licenciatura. “Tradicionalmente a formação de professor tem tido pouca incursão na área de tecnologias e comunicação e, atualmente, esse desenvolvimento tem crescido e, com isso, mudando o panorama da educação básica e superior. É importante o debate do tema, pois, mesmo que haja efeitos colaterais negativos, as novas tecnologias são motivadoras para a educação”, pontou.

A professora e coordenadora do curso de Psicologia da Faculdade Ciências da Vida, Dra. Vanina Dias, comentou os desafios do contexto educacional com a inserção da tecnologia. “O aluno que, antes ia pra escola com uma perspectiva de aprender, hoje está no lugar de ensinar. Vemos que a geração atual, conhecida como nativa digital, sabe usar mais a tecnologia do que o próprio professor. Por um lado, o aluno tem mais de habilidade com a tecnologia, mas por outro ele não consegue construir conhecimento. Temos que considerar ainda que o professor tem dificuldade de abrir mão de uma prática que já é antiga”, explicou.

O diretor da ZOOM education for life de Belo Horizonte, professor Cláudio Scianni, falou a exposição das crianças e adolescentes na internet e o cyberbullying, além de refletir sobre o papel do educador neste contexto.  “As crianças vêm se expondo cada vez mais nas redes sociais e muitos pais não conseguem ter a dimensão do alcance disso. O cyberbullying é uma das questões mais reclamadas no Brasil em relação à internet, e o índice de jovens com transtornos psicológicos tem sido muito grande. A ideia é preparar os profissionais que estarão em contato com as crianças para ter como, inclusive, orientar sobre a utilização das redes sociais”, comentou.

O Encontro das Licenciaturas refletiu ainda sobre a educação inclusiva no Ensino Superior e realizou um cine debate sobre o curta “O Sufoco da Vida”.