Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Programa Coaching estimula autoconhecimento e promove formação pessoal e profissional

Programa Coaching estimula autoconhecimento e promove formação pessoal e profissional

por rodrigo.melo publicado 09/05/2017 15h28, última modificação 09/05/2017 15h28
Programação Neurolinguística é a base das atividades de capacitação
Programa Coaching estimula autoconhecimento e promove formação pessoal e profissional

O Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix atualiza constantemente estratégias, técnicas e aplicações pedagógicas relacionadas às formações que oferece. Inserido nesses princípios, o Programa Coaching 2017 busca aprimorar os conhecimentos de alunos e egressos de todos os cursos da instituição por meio de capacitação pessoal e profissional.

“O Programa Coaching tem como objetivo possibilitar autoconhecimento e desenvolvimento de competências para o processo de mudanças e enfrentamento positivo dos conflitos”, explica Rozeli Dutra, professora do curso de Administração. A docente complementa destacando que as formações têm foco em resultados na vida privada e na atuação dos participantes no mercado de trabalho.

Vinculado ao curso de Administração e aberto a estudantes atuais e formados pelo Izabela Hendrix, o programa é gratuito e está em sua segunda turma no ano de 2017. Após a sessões ocorridas em março, o mês de maio conta com atividades divididas em três dias de aulas, realizadas no Campus Praça da Liberdade.

Dinâmica do programa

As atividades do Programa Coaching são sequenciais e divididas em três sessões. Na primeira etapa, o conteúdo oferece um momento de reflexão e autoconhecimento por meio textos, músicas e técnicas específicas. A sessão também promove uma contextualização sobre o panorama atual do país, abordada os desafios que impõem exigências de múltiplas competências e discute como o Coaching pode contribuir para a superação dos obstáculos apresentados.

O segundo dia é pautado Rapport (conceito oriundo da Psicologia que significa uma relação única de confiança mútua, sintonia e afinidade emocional com outra pessoa) e Autoconhecimento. A terceira e última sessão é baseada no Plano de Ação e promove a conceituação e construção individual de uma meta pessoal e profissional a partir de diagnóstico gerado por exercícios realizados no programa.

Após todo o conteúdo e atividades das formações, os participantes contam com sessões de acompanhamento para avaliar os resultados de seu Plano de Ação e aprofundar os conhecimentos obtidos nas formações.

Programação Neurolinguística

A base conceitual e metodológica do Programa Coaching é a Programação Neurolinguística (PNL). De acordo com Rozeli Dutra, a escolha se justifica por estar diretamente associada ao objetivo das formações. “Trata-se de uma abordagem pragmática, voltada para resultados, assim como o Coaching, que foca em realização de um objetivo, em como se tornar uma pessoa melhor”, explica.

No programa, a aplicação da PNL nas atividades ocorre por meio de dinâmicas focadas no autoconhecimento. “As ações mostram que na maioria das vezes nós temos todos os recursos necessários para atingirmos os objetivos desejados”, conta.

Rozeli Dutra relata ainda que participou de mais um curso de PNL este ano, em Lisboa, Portugal, e reafirmou suas convicções a respeito do conceito. “Fico cada vez mais encantada em como a Programação Neurolinguística pode contribuir no processo de autoconhecimento e empoderamento das pessoas”, diz a docente.

Retorno positivo

Após a realização da primeira turma do Programa Coaching 2017, avaliação de alunos e egressos do Izabela Hendrix tem sido satisfatória sobre o conteúdo e os efeitos das formações. Além disso, a recepção das dinâmicas também foi bem-sucedida. “Os participantes se comprometeram com todas as atividades propostas e demonstraram muito satisfação em realizar o programa”, declara Rozeli Dutra.

Aluna do Izabela Hendrix, Jéssica Cristina Chagas dos Santos adquiriu uma série de conhecimentos ao participar do programa. “Uma iniciativa fantástica, que me trouxe a oportunidade de vivenciar algo que eu já queria. Foi de grande valia, me trouxe maior conhecimento sobre aquilo que eu quero, maior clareza, e um plano para possibilitar que eu alcance", conta.

Já para o também aluno Augusto Andrade de Oliveira, as formações foram além do que imaginaram. "O programa superou as minhas expectativas. Ainda não tinha conhecimento de como seria, e foi muito esclarecedor e motivador sobre os objetivos de vida", revela.

Priscilla Macedo Figuerêdo participou das sessões como convidada externa e ficou satisfeita com a experiência. "O programa proporciona o autoconhecimento, e até mesmo mensurar este autoconhecimento. A partir do momento que nos conhecemos melhor e estabelecemos metas, objetivos e colocamos isso no papel e refletimos a respeito, aumentamos a probabilidade de alcançar esse objetivo”, diz.