Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Sala de Metodologias Ativas eleva o nível da formação do Izabela Hendrix

Sala de Metodologias Ativas eleva o nível da formação do Izabela Hendrix

Espaço pioneiro contribuirá para promover a eficácia do ensino
Sala de Metodologias Ativas eleva o nível da formação do Izabela Hendrix

Em sintonia com as crescentes e mais modernas transformações das salas de aula, o Instituto Metodista Izabela Hendrix concebeu um novo espaço para seus alunos: a Sala de Metodologias Ativas. Construída no Campus Praça da Liberdade, a novidade permitirá aos estudantes a participação ativa e eficaz no processo de aprendizagem.

No novo ambiente, o professor atuará como orientador e promoverá a interação do estudante com o assunto para estimular os discentes a construir o próprio conhecimento e não o receber de maneira passiva. As aulas serão realizadas para aprofundar temas, criar oportunidades enriquecedoras de ensino e maximizar interações, tudo para garantir a compreensão e a síntese do conteúdo trabalhado.

De acordo com Amaylton Salles de Carvalho, coordenador do curso de Educação Física, as metodologias ativas capacitarão os alunos com as competências necessárias para o mercado de trabalho. “O estudante será constantemente estimulado a trabalhar em equipe e ser proativo. Este método qualificará os discentes para apresentar soluções sobre problemas que, possivelmente, serão enfrentados após a graduação”, esclarece.

A AGESPPE (Agência de Estudos e Práticas Pedagógicas) fornecerá suporte aos professores para a realização de atividades na Sala de Metodologias Ativas. O recinto poderá ser utilizado pelo Centro Universitário e pelo Colégio.


Novo laboratório de informática

O Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix também inaugura, neste mês, um novo Laboratório de Informática. Localizado na sala 2206 do Campus Praça da Liberdade, o espaço será um complemento para as atividades realizadas na Sala de Metodologias Ativas. A iniciativa proporcionará a estudantes e professores uma estrutura mais adequada para o desenvolvimento de suas pesquisas acadêmicas.

Segundo Marco Fortes, coordenador administrativo dos Campi, o novo Laboratório de Informática será voltado ao desenvolvimento de projetos tecnológicos. “O local contará com computadores equipados com programas específicos para realização de pesquisas, principalmente para os cursos das Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Design de Interiores”, explica.