Você está aqui: Página Inicial / Direito / Núcleo de Prática Jurídica - NPJURIH / NPJURIH promove debate sobre direito dos quilombolas

NPJURIH promove debate sobre direito dos quilombolas

O evento teve como objetivo discutir as questões relativas ao direito afrodescendente na sociedade de hoje
Para marcar os 130 anos da abolição da escravatura no Brasil, o Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJURIH) do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix realizou no dia 22 de maio uma palestra com o tema “As comunidades remanescentes de quilombos na atual conjuntura brasileira”. O evento teve como principal objetivo discutir as questões relativas ao direito do negro (afro-brasileiro), o posicionamento dos movimentos negros e os direitos quilombolas.
 
A palestra foi ministrada por Jesus do Rosário Araújo e Adga Marina F. Moreira. Jesus é presidente da Federação das Comunidades Quilombolas de Minas Gerais e membro da Comunidade Quilombola de Barro Preto – Indaiá, de Santa Maria de Itabira/MG. E Agda é mestra em Educação pela FaE/UEMG, especialista em projetos sociais em territórios quilombolas, assessora da Federação das Comunidades Quilombolas de MG (N'Golo) e assessora-técnica do Movimento do Graal no Brasil.
 
A professora do curso de Direito do Izabela Hendrix e organizadora do evento, Carine Diniz, falou sobre a importância de se discutir o tema com os alunos. “É fundamental que os alunos tenham contato com essa realidade e que além de estudar os direitos das sociedades tradicionais, compreendam que os negros e quilombolas enfrentam uma série de dificuldades para conseguir a efetivação dos seus direitos”, explicou.
 
O evento teve ainda a proposta de esclarecer as dúvidas dos alunos em relação às diferenças entre o quilombo urbano e rural, a previsão legal dos quilombos, as cotas reservadas aos negros na universidade e os problemas cotidianos enfrentados pelos quilombolas.
 
Ainda nesse sentido, a professora Carine Diniz destacou a necessidade de se levantar este assunto na universidade. “A ideia é demonstrar o compromisso do Izabela Hendrix com a formação de profissionais que vão além do estudo teórico, mas que também tenham conhecimento de situações reais enfrentadas pelas minorias”, finalizou.
 
Evento Canjerê
Ainda em alusão aos 130 anos da abolição da escravatura no Brasilos alunos do curso de Direito do Izabela Hendrix participaram, de 11 a 13 de maio, da 3ª edição do Canjerê, Festival de Cultura Quilombola de Minas Gerais, que ocorreu no Circuito da Praça da Liberdade. O evento foi promovido pela N’Golo e recebeu quilombolas de várias partes de Minas Gerais. Na ocasião, os alunos tiveram a oportunidade ter contato com outra cultura por meio de música, artesanato, comida e costumes. Além disso, conheceram as lideranças femininas representantes dos quilombos “Luízes”, “ManzoNgunzoKaiango” (Belo Horizonte) e “Arturos” (Contagem), que explicaram um pouco sobre suas tradições.