Você está aqui: Página Inicial / Fisioterapia / Histórico

Histórico

por Thiago Tamošauskas publicado 28/10/2015 10h53, última modificação 11/03/2016 19h36

O curso de Fisioterapia foi criado no primeiro semestre de 2002, logo após o credenciamento da Instituição como Centro Universitário. Inicialmente teve seu funcionamento no Campus Belvedere. O vestibular para a primeira turma do curso foi aberto com 120 vagas para uma única entrada, efetivada em 2002, com início das aulas no mês de março. Em termos curriculares, no ano de 2003 houve uma primeira mudança na matriz original. A tônica da mudança foi tão somente transformar as disciplinas que tinham seu desdobramento em mais de um período, por exemplo, Histologia I e II, em uma única disciplina. A disciplina Atividade Cultural Programada foi criada e algumas mudanças isoladas nas cargas horárias também aconteceram, como foi o caso da disciplina História e Fundamentos da Fisioterapia, que teve sua carga horária diminuída de 80 para 60 horas-aula. 

O ano de 2003 foi marcado pelas duas entradas em separado, sessenta alunos em cada semestre e por mais uma alteração curricular. Desta vez, com interveniência dos professores e do Colegiado Técnico-Pedagógico do curso (hoje, Colegiado de Curso), que justificaram as alterações baseando-se na incoerência da disposição e cargas horárias de algumas disciplinas na matriz.

Em 2004, o curso entrava em sua segunda metade, momento em que foi solicitada a visita da comissão avaliadora das condições de ensino do MEC. Os preparatórios para a construção da Clínica-escola deram seu início, com a elaboração do projeto arquitetônico. Este, à época, previa a edificação da Clínica-escola integrada Fisioterapia-Enfermagem no térreo do prédio projetado para ocupar o espaço do antigo ginásio Izabela Hendrix. Em dezembro deste mesmo ano, as obras da Clínica-escola tiveram seu início, porém, o projeto já não contava mais com o espaço do ginásio, e sim, com o espaço alugado a menos de 200 metros do Campus Central, na Rua da Bahia, 1709. No local foram construídos três ginásios terapêuticos, dois consultórios de Enfermagem, uma piscina, dois vestiários, além da Central de esterilização de materiais (CME) e dos ambientes de recepção e convívio. O segundo andar abrigou o Laboratório de Avaliação Funcional (LAF), duas salas de aula e a sala de administração.

Em março de 2005 a Clínica-escola passou a funcionar. Também neste ano foi firmada a parceria da Instituição com o Hospital Evangélico, viabilizando os estágios em Fisioterapia Hospitalar e Fisioterapia em Uroginecologia e Obstetrícia. Ao final de 2005 o curso passou pelo seu momento de avaliação, recebendo a comissão avaliadora do MEC/INEP, composta por duas avaliadoras fisioterapeutas, ainda no modelo anterior ao atual. Como resultado final da avaliação, o curso recebeu o Conceito Muito Bom - CMB na dimensão “Organização Didático-Pedagógica”, Conceito Bom - CB na dimensão “Corpo Docente” e CMB na dimensão “Instalações”. Os pontos principais destacados pela comissão foram revistos pela direção da Instituição e pelo Colegiado Técnico-Pedagógico do curso, juntamente com os alunos e professores e também serviram de subsídio ao processo de inovação Curricular. 

Em dezembro de 2005 aconteceu a formatura das duas primeiras turmas, finalizando o primeiro ciclo do curso, que culminou, em 24 de maio de 2006, com da publicação da portaria de reconhecimento do curso (Portaria MEC/SESu nº. 32, de 22 de maio de 2006). No ano de 2006 a Instituição realizou processo seletivo para docentes em Tempo Integral, atendendo às determinações do MEC para Centro Universitário, e estes passaram a integrar os Colegiados de Curso. O curso de Fisioterapia passou a contar com cinco professores nesta modalidade, todos fisioterapeutas, incluindo o Coordenador do Curso. 

No ano de 2007, foram iniciados os projetos de extensão universitária, sendo extinto o Programa de Bolsa de Iniciação Científica – PROBIC. Três projetos de extensão e um de pesquisa foram desenvolvidos no curso de Fisioterapia. Neste ano o curso recebeu a indicação como curso “três estrelas” na publicação “Guia do Estudante Abril – Melhores Universidades”. Também neste ano o curso alcançou a renovação do reconhecimento junto ao MEC, alcançando as notas: quatro (4) no ENADE e três (3) no Indicador de diferença dentre os desempenhos observados e esperados – IDD.

No início do ano de 2008, com a mudança de perfil dos universitários, o curso passou a ser ofertado também no período noturno, mantendo sua estrutura de estágio supervisionado no período diurno. Neste ano, a Clínica Escola localizada na Rua da Bahia foi transferida para a Rua Sacramento, ao lado do Hospital Evangélico. A mudança de endereço possibilitou a criação das Clínicas Integradas do Centro Universitário, com atenção multiprofissional que incluiu os cursos da Saúde ofertados pela Instituição: Fisioterapia, Enfermagem, Fonoaudiologia e Nutrição.

Em 2010 as Clínicas Integradas passaram a contar com a atuação dos acadêmicos dos cursos de Biomedicina e Serviço Social. Também neste ano a integração com o Hospital Evangélico foi ampliada, passando os cursos a atender a demanda do SUS.