Você está aqui: Página Inicial / Enfermagem / Histórico

Histórico

O Curso de Enfermagem do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix foi criado em 2002 e começou a funcionar no primeiro semestre de 2003, e teve sua primeira turma formada no segundo semestre de 2006. A primeira coordenação do Curso, a partir do segundo semestre de 2003, na pessoa da Profª. Cláudia Maria de Oliveira Pereira, realizou estudo com sua equipe de professores e propôs uma reformulação no Projeto Pedagógico original do Curso, criando uma nova estrutura curricular. As principais mudanças objetivaram a flexibilização do currículo e uma maior interdisciplinaridade, o encadeamento de disciplinas privilegiando o eixo do ciclo vital, o equilíbrio entre as práticas de saúde preventiva e curativa e a oferta de cenários de práticas o mais precocemente possível. Foram criadas novas disciplinas e houve uma reorganização da distribuição das disciplinas nos períodos; incluiu-se o trabalho de conclusão de curso; assimilou-se o ensino clínico do 4º ao 6º períodos; redimensionou-se o estágio supervisionado (7º e 8º períodos), e implementou-se o Projeto de Trabalho Integrado (do 1º ao 6º períodos). 

A partir de 2004, com o novo currículo, iniciaram-se as articulações com as instituições de ensino e de saúde para viabilização das atividades práticas. Foi criado o Centro de Estudos Tecnológicos em Enfermagem - CETE para a realização das aulas práticas das disciplinas das Ciências de Enfermagem. Neste mesmo ano, constituiu-se o Colegiado Técnico Pedagógico - CTP e os Núcleos de Pesquisa e Iniciação Científica, Extensão e Cultura e Relacionamento com Empresas privadas, Órgãos Estatais, Comunitários e ONGs. 

No primeiro semestre de 2005, o curso foi ofertado também no horário noturno, com a mesma estrutura curricular. No mesmo ano foi criada a Clínica Escola de Enfermagem, com o atendimento aos portadores de lesões cutâneas e ostomias, realizado por enfermeiro e estagiários de enfermagem. Para o funcionamento da clínica foi criado também o Centro de Material Esterilizado (CME) para a realização do processamento utilizado no atendimento. O CME passou a se constituir em mais uma oportunidade de ensino ensino para os acadêmicos do curso.

Implementou-se também o Núcleo de Vigilância a Saúde - NUVIS no Campus Central e Belvedere reorganizando o setor de Atenção à Saúde do Trabalhador, que passou a atender a comunidade da instituição com uma equipe de estagiários, técnico de enfermagem e médico do trabalho, que posteriormente foi denominado Projeto de Qualidade de Vida e Saúde Ocupacional.

O Curso institucionalizou, desde 2003, a realização anual da Semana de Enfermagem, da Jornada Acadêmica Integrada, bem como de Cursos de Atualização e de Seminários de Estudo de Casos Integrados, alguns deles envolvendo outros cursos da área da saúde. Em 2004, os alunos do curso participaram do ENADE, obtendo um resultado acima da média nacional nos componentes geral e especifico. Ao final de 2005 o curso recebeu a visita da Comissão Avaliadora do MEC para o seu reconhecimento, que foi concretizado na publicação no Diário Oficial da União em 24/05/2006 (Portaria MEC nº 32, de 22 de maio de 2005). Em 2007 os alunos novamente participaram do ENADE, sendo que a nota final alcançada para o Curso foi 3.

No biênio 2006/2007 trabalhou-se intensamente na discussão e produção de nova proposta pedagógica para o curso de enfermagem a ser implementada no 2º semestre de 2007. Para a construção deste Projeto Pedagógico do Curso – PPC tomou-se como referência o Programa de Reorientação da Formação Profissional em Saúde - PRÓ–SAUDE – que vem ao encontro da necessidade de manter o contínuo processo de desenvolvimento curricular e o desafio estabelecido para o Curso de Enfermagem, entendendo que contribuirá muito mais com a ampliação da coerência interna do que já vem sendo desenvolvido, do que com mudanças pedagógicas ou de cenários propriamente ditos.

No início de 2008, a Coordenação do Curso, na pessoa da Profa. Jaqueline Almeida Guimarães Barbosa que assumira a coordenação nesse momento, enviou projeto para o MS e MEC, mediante edital aberto – Projeto Pró-saúde, o qual recebeu aprovação em maio de 2008, publicado no DOU, sendo que as atividades práticas nos campos da Prefeitura de Belo Horizonte - PBH se iniciaram em agosto de 2008.

Desde então, o colegiado de curso passou a trabalhar intensamente visando adequar as propostas do projeto e em prol da melhoria da
qualidade do processo de formação do enfermeiro graduado na Instituição. Posteriormente, por questões administrativas, o PRÓ-SAÚDE foi
cancelado. No entanto, independentemente disso, foi mantida a parceria com a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte mediante o bom relacionamento estabelecido entre as Instituições, e também pelos ganhos em se mantê-la tendo como meta maior a contribuição para a formação de enfermeiros críticos e reflexivos que saibam trabalhar no SUS, a despeito da perda dos incentivos financeiros do Programa Prósaúde. 

Os prejuízos ficaram apenas na perda do investimento que seria disponibilizado pelo Projeto do MS. Dando continuidade às mudanças e aos aprimoramentos e contribuições do Curso de Enfermagem com a comunidade acadêmica, criou-se em 05 de novembro de 2008, a Casa de Cuidados no Campus Praça da Liberdade. Esta é considerada como um Projeto de Extensão institucional em que o Curso de Enfermagem é o responsável. Seu objetivo é prestar atendimentos de enfermagem aos alunos do Colégio Izabela Hendrix e do Centro Universitário, a
professores, funcionários e a toda a comunidade acadêmica referente aos principais agravos em saúde, como acompanhamento dos hipertensos e diabéticos, administração de medicações, primeiros socorros em casos agudos, acidentes, urgências e emergências e
realização de práticas educativas com o objetivo de promoção da saúde. Além disso, a Casa de Cuidados possui especialistas em saúde mental para o acompanhamento psicológico e psicopedagógico da comunidade acadêmica. O atendimento funciona de segunda-feira a
sexta-feira de 7h30min às 22h30min, ou seja, em três turnos, sendo cada turno composto por dois estagiários, alunos do Curso de Enfermagem, supervisionados por um professor enfermeiro do Curso de Enfermagem com horas atribuídas para esta função.

A iniciação científica dos alunos também é estimulada, promovendo-se estudos em artigos publicados na literatura acerca das principais doenças prevalentes na instituição e no Brasil. Os alunos participam de congressos e jornadas acadêmicas locais, regionais e nacionais, e apresentam trabalhos nesses eventos. São estimulados a participarem e apresentarem seus estudos também em eventos externos. 

Em agosto de 2009, a coordenação do Curso passou ao professor Evandro de Souza Queiróz, uma vez que a Profa Jaqueline pedira
afastamento para dedicação ao seu doutorado. Desde esse período, e mais especificamente em 2010, as atividades de enfermagem na
Clínica Escola, que passou a ser denominada como Clínicas Integradas, se expandiram, com maior interação com demais cursos
da área da saúde. As Clínicas Integradas passaram a contar com atendimentos do Curso de Fonoaudiologia no Programa de Saúde
Auditiva – SUS/BH, bem como com atendimento do curso de nutrição e fisioterapia. Dessa forma, os alunos de enfermagem passaram a
realizar pré-consultas dos pacientes que buscavam atendimentos desses profissionais, visando avaliar o estado de saúde geral usuários
do serviço no intuito de promover atenção integral.

Além disso, iniciaram-se ações de Educação em Saúde com grupos operativos tanto na própria unidade como na área adjacente onde se
encontrava, próximo ao Hospital Evangélico, que correspondia ao maior conjunto de vilas e favelas de Belo Horizonte que é o Aglomerado da Serra. Consultas/atendimentos de Enfermagem às mulheres e crianças também passaram a ser mais uma das ações relacionadas às Clínicas Integradas.

Em outubro de 2010 o Prof Evandro Queiróz foi convidado a assumir a Coordenação do Núcleo de Biociências, tendo sido a coordenação do
Curso repassada à Profa Marina Celly Martyins Ribeiro de Souza. Em julho de 2011 as Clínicas Integradas mudaram de endereço, passando agora a atender no Vale do Sereno, município de Nova Lima. Os atendimentos de enfermagem foram mantidos.Em 2010 os discentes do Curso participaram de outro ENADE, tendo sido obtida nota 2, o que foi motivo de grande reflexão pelo NDE e colegiado de curso, reflexão essa estendida a todo o corpo docente. Desde então, todas as ações do curso vêm sendo repensadas e replanejadas de forma a se obter um melhor resultado no próximo exame.